A Questão da Aprovação do Aborto no Brasil!


O Aborto é actualmente um dos temas mais discutidos no Brasil. Alguns afirmam que o aborto seria uma questão de saúde pública. A questão do aborto não pode ser entendida, de maneira alguma, como uma questão de saúde pública uma vez que o aborto não traz a saúde para ninguém, pelo contrário, há muitos riscos e consequências graves para o corpo da mulher, para os familiares e até para os médicos envolvidos. O Dever do Estado é garantir a saúde e não o contrário! Atendendo uma mulher que deseja abortar o Estado presta um desserviço! Cabe a cada governo decidir se é a favor da vida ou não! Aprovando a lei do aborto o Estado permite que haja homicídios em larga escala e ainda por cima pagos pelo o governo! Mas há muitas questões envolvidas que estão nas entrelinhas... por exemplo:
"com todas estas decisões a favor do aborto… o actual governo tornaram-se activos colaboradores do Imperialismo Demográfico que está sendo imposto em nível mundial por Fundações Internacionais, as quais, sob o falacioso pretexto da defesa dos direitos reprodutivos e sexuais da mulher, e usando o falso rótulo de "aborto - problema de saúde pública", estão implantando o controle demográfico mundial como moderna estratégia do capitalismo internacional".
http://www.votopelavida.com/apelobrasileirosbrasileiras.htm

É uma estratégia da Cultura da Morte, envolvendo aprovação do Aborto e da Eutanásia, onde a vida do ser humano adquire um valor relativo ou em seus primórdios e no fim simplesmente deixa de ter valor. Esse imperialismo demográfico difundiu a falsa ideia de que aumento de população aumentaria também o subdesenvolvimento, para impedir o desenvolvimento de certos países pois:

“Nenhum economista consegue provar que o controle da natalidade ajuda o desenvolvimento; mas muitos provam o contrário. Os dois países que mais se desenvolvem hoje são os de maior população: China e Índia. Enquanto o Japão tem cerca de 330 pessoas/quilómetro quadrado, a América Latina tem em média apenas 20. E todos sabemos que lá há muito menos miséria, analfabetismo, falta de escolas, hospitais, casas, do que aqui entre nós. E o Japão está fazendo campanha para aumentar a população.”
http://blog.cancaonova.com/felipeaquino/2010/08/19/uma-noticia-chocante/

A promoção do aborto e da eutanásia interessa a países ricos e também em nome de uma suposta “melhoria da raça humana” através da biologia, defendida pelo movimento eugénico.

“Só para o Brasil foram investidos oficialmente pelos grupos de controlo de população 836 milhões de dólares, nestes últimos 5 anos. Isso sem contar os recursos “extra-orçamentários” destinados ao “lobby” do aborto e da contracepção no Congresso Nacional e os destinados a algumas organizações anti-vida como as “Católicas pelo Direito de Decidir”.
http://a-dignidade-da-mulher-catolica.blogspot.com/2010/09/aspectos-politicos-da-contracepcao.html

No Brasil há vários executores dessa política de controlo populacional espalhados em universidades, organizações feministas, no governo federal, estadual e municipal.

E os grandes países capitalistas não tem interesse que o Brasil continue se desenvolvendo no ritmo em que está.

Fazendo um paralelo com a situação de Portugal, pode-se dizer que esses mesmos interesses políticos também motivaram a descriminalização do aborto no país. A aprovação do aborto na Europa está a levar os países a uma crise demográfica gravíssima que pode levar a instinção das populações europeias e uma consequente substituição pelas populações imigrantes! Portugal tem uma taxa de natalidade muito baixa e uma taxa de crescimento económico também muito baixo, a baixa população tem contribuido para o baixo desenvolvimento do país!

Leia a matéria completa no blog : Temas Polêmicos da Igreja Católica
: #!
#: #!
#: #!
#
#

StumbleDiggTechnoratiRedditDelicious

2 comentários

Deyslan em 7 de outubro de 2010 05:07

Gostei do Blog, muito bacana. O tema contra o aborto é para mim um dos mais polêmicos, mas eu não trato apenas como polêmico, mas como uma promoção a Vida. Imaginemos qual o sofrimento de uma criança que ainda no ventre da mãe, é assassinada brutalmente... E o pior de tudo é que ela não tem nem o direito de pedir socorro, o direito a liberdade o direito a vida, a mesma lhe é tirado, para satisfazer o ego de uma pessoa... Não podemos brincar de Deus, não sabemos o quanto é o valor da vida humana, nós não temos a forma da vida humana. Nós não sabemos fazer vidas, somos apenas itermediadores da mesma. O que deveria ser feito seria campanhas de conscientização quanto o grande prazer que é ter um filho, mas caso a pessoa não queira se arriscar, que previna-se.
Uma opinião para o blog... Links copiados na Net, que não salve diretamente do Blog, faça algumas modificações no mesmo, modificações essas que poderiam ter uma visão própia do bloguista.
Nada Mais.
Deyslan "Pela Vida"...

Anônimo em 15 de abril de 2012 11:16

Vcs são um bando de besta hipócritas que querem se meter na vida dos outros, quem quiser abortar, que aborte,a própria pessoa sabe os riscos que corre.'